O VALOR DO ANEL E AS CRÍTICAS

Advertisement

Este contenido también puede ser leído en: Español

 CADASTRE-SE E RECEBA GRATUITAMENTE MEU BOLETIM DIÁRIO

 

 

 
 
 
LUA NOVA

 

MANTRA CABALÍSTICO PARA2013 
BINAH(3x), MÃE DA FÉ, PELOPODER DOS TRÊS REINOS
MEU DESEJO JÁ ESTÁ REALIZADO.
AMÉM!

Olá amigos!
Quantas vezes nos deixamos tomar por críticas sem pensar de onde elas vêm! Há pessoas que adoram falar dos outros e do que eles fazem. Com relação a trabalho eles sempre sabem tudo e ninguém faz as coisas tão bem quanto eles, claro! O efeito destas críticas terá maior ou menor valor sobre nós dependendo da nossa segurança no que fazemos ou somos. Para alguém poder criticar algo deveria, primeiro, "ser" como aquilo do que fala. Ou seja, tornar-se como aquilo ou aquele porque somente assim poderia sentir e perceber as coisas como a outra pessoa as sente. Os Mestres orientais nos ensinam isto através de um conto em que um discípulo chegou perto do seu Mestre querendo saber de onde ele tirava as coisas que ensinava e o questionou se seriam verdadeiras e válidas. O Mestre, sem dizer nada, apenas tirou um anel de ouro com uma pedra muito grande e o deu para o estudante dizendo: vá até o mercado e tenta trocar este anel por um pedaço de ouro; vê quanto você consegue. O rapaz passou por vários mercadores, mas o máximo que consiguiu foi um pedaço de prata. Então o Mestre lhe disse, agora vá até a cidade e procura o melho