8/09 – ‘O SOL NASCEU DA VIRGEM’ – NASCIMENTO DE JESUS

8/09 – ‘O SOL NASCEU DA VIRGEM’ – NASCIMENTO DE JESUS
Advertisement

 

 

Celebração de NATAL nos primórdios da Igreja Cristã
Nos primeiros 200 anos da história cristã não se encontra nenhuma referencia à data de nascimento de Jesus. Somente a partir do ano 336 é que se encontra a primeira menção de uma celebração do nascimento do Mestre.  Isto porque na Igreja a data mais importante de comemoração era a morte Dele e não o seu nascimento. Assim celebrava-se a Páscoa e a ressurreição. A celebração do Natal no dia 25 de dezembro se tornou popular em 354 por um decreto do Papa Libério, e no ocidente somente começou a ser festejada a partir do ano 435.

 

 

DATA NO EVANGELHO DE LUCAS
Lucas conta
em seu Evangelho que o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia chamada Nazaré, para falar com uma virgem que havia se casado com um homem cujo nome era José, da casa de Davi. O nome da Virgem era Maria, e o Anjo lhe disse: Eu te saúdo Maria, o Senhor está contigo! Não tenhas medo, porque irás conceber em teu ventre um filho a quem chamarás de Jesus. Ele será chamado de Filho do Altíssimo. Continuou o Anjo: Tua parente Isabel também concebeu um filho e este é o seu sexto mês de gestação…

Lucas disse que Isabel estaria com seis meses, o 6º mês coincidia com a festa judaica de Chanucá, festa da dedicação. Se Maria concebeu em Chanucá, João o Batista teria nascido três meses depois, no Pesach (Páscoa). Se for considerada uma gravidez normal Jesus teria nascido em setembro.

Jesus nasceu enquanto Herodes, o Grande, ainda estava vivo. Herodes tinha sido intitulado Rei dos Judeus por parte do Senado Romano. Quando os sábios começaram a procurar uma tal criança que tinha sido nascido rei dos judeus,ele ficou muito preocupado e com medo de perder o cargo.
Herodes consultou os sábios em segredo e descobriu o tempo exato em que a estrela que anunciou o nascimento tinha aparecido.
Aqueles sábios, entretanto, viajaram para Belém e encontraram o recém nascido, com Maria e José. 

Por este cálculo pode-se deduzir que Jesus nasceu dois anos antes do que se pensava, ainda sob o domínio de Herodes, ou seja, dois anos antes da sua morte que ocorreu na Primavera de 4 a.C. 

Lucas nos diz ainda que naquela época houve um decreto de César Augusto em que todo mundo devia ser registrado (Censo) na sua própria cidade, assim José subiu para Galileia, desde Nazaré. Ele viajou junto com Maria e a criança que havia nascido.

Os governantes romanos e judeus sabiam que fazer um censo no inverno seria muito impopular porque devido ao grande frio as pessoas não saiam de suas casas.  A época ideal era após as colheitas, em torno de setembro-outubro.
De acordo com esta prática, esta seria a data provável do nascimento de Jesus já que a intenção do censo era encontrar a criança.

Segundo os historiadores o censo exigiu que a população viajasse a seus lugares natalícios, e as chuvas e tempestades impediam que a viagem fosse bem sucedida no inverno.

Estudos meteorológicos monitorados por muitos anos em Israel mostram que o clima tem permanecido constante nos últimos 2000 anos. A neve é comum em dezembro e janeiro nos arredores de Belém, com aumento das precipitações deixando as estradas 

praticamente inutilizáveis o que fez com que as pessoas não pudessem sair de suas casas, e os campos ficassem sem pastos.

Este dado da meteorologia é muito importante para refutar a data de dezembro como nascimento de Jesus. Se assim fosse, Ele não poderia ter recebido a visita dos pastores.
Estes deixavam o rebanho nos campos de abril a outubro, mas com o frio chuvoso eles levavam os animais para casa e lá os abrigavam e cuidavam. Os estudos históricos confirmam os dados de Lucas 
de que Jesus também não poderia ter nascido em outubro porque nesta data os pastores já estariam com os animais a caminho de casa e não se exporiam à neve e à chuva para visitar o recém nascido.


Com relação ao ano de nascimento de Jesus, sabe-se que Ele não nasceu no ano 0 do cristianismo.
No ano 525 o Papa João I pediu ao estudioso Dionísio que estabelecesse um calendário para as festas da Igreja. Dionísio se baseou na data de fundação de Roma, mas como não havia naquela época tanta precisão de informações, ele mesmo colocou esta data, como depois se comprovou, posterior ao fato em si mesmo.
Segundo o historiador Josephus, o nascimento de Jesus deveria ter sido 4 anos antes da data tradicional.

 

DIFERENTES DATAS

Diversos grupos que estudam a data de nascimento do Mestre propuseram várias datas, mas dezembro 25 foi aceita pela Cúpula da Igreja Ocidental no ano 336 d. C.
Provavelmente esta data se baseia na celebração do Natalis Solis Invicti  uma festa para comemorar o Sol da Justiça e para absorver uma festa pagã chamada de Tabernáculos. (1983 edição, Oxford University Press, New York, 1983, p. 280, “Natal”).

Mais tarde, em 243, o calendário oficial da festa do tempo, De Pascha Computus, coloca a data do nascimento de Cristo como 28 de março.

Outras datas sugeridas foram 2 de abril e 18 de novembro.

Enquanto isso, no Oriente, 6 de janeiro foi escolhido, numa data que os gregos tinham celebrado como o nascimento do Deus Dioniso e os egípcios como o nascimento do Deus Osíris.

 

Astrologicamente a data mais certa estudando os mapas astrais da época é 8 de setembro. O Sol nasceu da Virgem.  

Clique AQUI e veja mais

About The Author

CONTATO RAKEL POSSI

 

WhatsApp - Rakel Possi

Celular - WhatsApp

+55 (13) 991511707

 


 

Email - Rakel Possi

E-mail

[email protected]

 


 

Messenger - Rakel Possi

Messenger - Facebook

Click para enviar mensagem

 

Facebook Rakel Possi

Instagram Rakel Possi